quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Antes tarde do que nunca

Havia prometido a algumas pessoas que lêem o blog, um filme daquele fim de semana no paraíso. Foram tantos já e como eu vivo de máquina na mão eu faço fotos e filmes de tudo.
Até pouco tempo meus familiares e amigos contestavam tal coisa, hoje acostumaram-se a ter sempre uma bisbilhoteira atrás deles, louca para pegar um flagra.
Na verdade nem é flagra que quero pegar, eu realmetne me realizo com uma câmera na mão, mesmo que seja de forma amadora.
O que as pessoas não entendem é o prazer que existe por tras disso tudo. Fazer as tomadas nem é tanto assim, mas passar o tempo vendo, editando, criando, me envolve realmente.
O click do fotógrafo sempre acontece antes do click da máquina, ele já vê antes o que quer passar, agora, a era digital nos permite mudar isso e criar outras situações, embora elas já tenham realmente nascido antes de serem editadas.
No fim acabam todos gostando do resultado embora não simpatizem muito com os meios para se chegar a isso...ehehehehe.
Como eu ando meia de saco cheio de orkut e até de msn, preparem-se que vem vindo muita coisa por ai.
Divirtam-se!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

É nessa que eu vou

Está parecendo chamadinha de carnaval, mas, não é. Para falar a verdade eu não gosto quase nada das músicas de carnaval e talvez por isso eu não faça questão alguma de ir ao carnaval. Faz parte da nossa cultura, acho lindo os desfiles, mas, deu!
Finalmente isso acabou e as atrações nas casa noturnas voltam a sua normalidade.
Por isso que na próxima sexta é para o London Pub que eu vou. O London estará apresentando novamente "Os Chefes" que eu considero uma das melhores bandas aqui do sul, se não for a melhor...
Deixo aqui alumas tomadas que fiz na vez passada, quando lá estive e curti até o fim essa banda com o rock'n roll que eu amo.
Devo dizer também que a casa é tudo de bom. Ambiente climatizado, atendimento de primeira, cerveja sempre gelada, gente bonita e tem como sócio o meu querido amigo Chico Piermann, que já provou em outras épocas que sabe realmente comandar a noite com competência e simpatia.
Já reservei mesa, já convidei amigos, tá faltando você. Então, vem comigo!
;)
video

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Peidei mas não fui eu

Vendo a entrevista do Lobão no Jô, lembrei de umas situações interessantes.
Uma que li num livro harekrisna onde dizia que peidar é uma coisa muito normal na cultura deles. Segundo eles, você não poderia segurar, pois, o peido nada mais é que as toxinas que você tem no organismo e deve livrar-se disso.
Outra é que meu word não reconhece a palavra peido, que filtro idiota...
E a última e mais interessante é que uma vez acompanhando uma banda americana aqui no Brasil, no fim da noite eu dei um arroto gigantesco. Todos me olharam como se eu fosse uma criminosa. Em seguida o produtor da banda no Brasil veio me dizer que arrotar para eles era pior do que peidar. Se você peidar eles acham normal, mas se arrotar é o fim.
Até no orkut tem comunidade: eu peidei, tu peidas, nós peidamos...
Tem coisa melhor que você vir de uma noite de cervejada, poder relaxar e solar um peido? Aliviar-se?
Lembrei do meu vizinho de Floripa, que ao amanhecer soltou um punzão no banheiro e em seguida a mulher gritou: aiiiii..seu porco!!! Ele então respondeu: ahh ta..tens o cú fechado decerto, não peidashhhhhh (isso eu escutei por que estava no meu banheiro e o fosso dos banheiros no prédio funcionava como um megafone).
Não sei por que as pessoas se espantam tanto, afinal todos peidamos, ou você não peida?

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Simplicidade é tudo

Recebi esse texto de uma amiga e achei tudo de bom. Trouxe para vocês rirem comigo...kkkk
Simplicidade é tudo mesmo

Quando tinha 15 anos, esperava um dia ter um namorado... seria bom se fosse
alegre e amigo...

Quando tinha 18 anos, encontrei esse garoto e namoramos; ele era meu amigo,
mas não tinha paixão por mim...
Então percebi que precisava de um homem apaixonado, com vontade de viver,
que se emocionasse...

Na faculdade saía com um cara apaixonado, mas era emocional demais.
Tudo era terrível, era o rei dos problemas, chorava o tempo todo e ameaçava
suicidar-se.
Descobri então, que precisava de um rapaz estável.

Quando tinha 25 anos encontrei um homem bem estável, sabia o que queria da
vida; mas era muito chato: queria sempre as mesmas coisas - dormir no
mesmo lado da cama, feira no sábado e cinema no domingo.

Era totalmente previsível e nunca nada o excitava.A vida tornou-se tão
monótona que decidi que precisava de um homem mais excitante.
Aos 30 encontrei um tudo de bom, brilhante, bonito, falante e excitante, mas
não consegui acompanhá-lo.
Ele ia de um lado para o outro, sem se deter em lugar nenhum.
Fazia coisas impetuosas, paquerava com qualquer uma e me fez sentir tão
miserável quanto feliz.
No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro.

Decidi buscar um homem com alguma ambição para com ele construir uma vida
segura.
Procurei bastante, incansavelmente...
Quando cheguei nos 35 encontrei um homem inteligente, ambicioso e com os pés
no chão..
Apartamento próprio, casa na praia, carro importado... solteiro e sem
rolos!
Pensei logo em casar com ele..
Mas era tão ambicioso que me trocou por uma herdeira...

Hoje, depois de tudo isso, gosto de homens com pinto duro... E só!
Nada como a simplicidade...


Agora entendi por que eu nem olho mais outras questões como idade e condição financeira que um homem possa ter...ahahaha

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Revolta E Indignação

Como toda mulher de pele clara que chega aos 45 anos, tem umas perebinhas pelo corpo – aqueles sinais que chamam de sinal de beleza – eu ontem resolvi ligar para marcar dermatologista para fazer uma geral. Porém, tive uma surpresa desagradável...
- Alô, bom dia, por favor, a Dra Fabíola atente pela Unimed?
- Sim, atende.
- Eu gostaria de marcar uma consulta, por favor?
- É primeira consulta?
- Sim, primeira consulta.
- Só em novembro, Sra.
- HÃÃÃÃÃ?????? NOVEMBRO?????????
- Sim, Sra, só novembro.
- MEU DEUS!!! OK! MUITO OBRIGADA!
Pego e disco para outra médica.
- Alô querida, bom dia, a Dra Alessandra atende pela Unimed?
- Bom dia, sim ela atende, é primeira consulta?
- Sim, primeira consulta.
- Olha, não temos mais consultas para primeira consulta este ano
- OQUEEEEEEEEEEEEEEEEE??????????MEU DEUS QUE LOUCURA? EU ESTOU OUVINDO DIREITO?
-Sim, Sra, infelizmente a Dra Alessandra só atende meio período e este ano não há mais novas consultas.
- E se eu deixar meu nome para um encaixe, você não me liga, caso alguém desista?
- Não posso fazer isso, pois, quando alguém desiste temos aqueles que já estão em tratamento e precisam também.
- Ah é? E como o meu amigo Zequinha conseguiu consulta na semana passada para retirar uma bega que ele tem no braço? Eu quero ver o que faço com as minhas perebinhas. Tenho 45 anos, nunca precisei de dermatologista e agora gostaria de cuidar disso.
- Olha, Sra, nem eu sei como que a Dra, encaixou o Zequinha, pois a ordem que tenho aqui é de não marcar mais nenhum paciente novo para este ano.
- Que horror, sou obrigada a ir a outra cidade então, por que nesta cidade não temos dermatologistas disponíveis nesse ano?
- Sim é o melhor que a Sra. pode fazer
Bati o telefone na cara da mulher. Mandei tomar no cú, excomunguei, xinguei a mãe, xinguei todos.
Eu não preciso nem dissertar mais a cerca de tudo que me passou pela cabeça, aquelas coisas que todos sabemos. Dos planos de saúde, do sistema de saúde no país, mas, destaco sobre o dinheiro que essas duas médicas devem estar colocando no bolso por que aqui na minha cidade os médicos são uma verdadeira máfia, pois, dificultam de todas as formas a entrada de novos médicos aqui. E falo isso com conhecimento de causa por que tenho uma pessoa na família que em nome da Cassi foi conversar com todos os médicos da cidade e me confidenciou tudo o que acontece. Sem falar do próprio conhecimento que eu tenho dos tempos que trabalhei em órgão vinculado com a secretaria de saúde. Para entrar aqui só muito bem apadrinhado e passar alguns anos ralando no pronto socorro fazendo coisas de todos os tipos independente de especialidade.
Fiquei indignada e senti na pele algo parecido com o que pessoas menos favorecidas financeiramente sentem ao precisar de um especialista.
Imaginem, novembro!!! Em novembro vou lá e todos sabemos que não vou poder fazer isso nessa época pois é preciso se resguardar do sol. Vou passar o verão numa toca?
Pá puta que pariu essa gente, viu?
Estou realmente indignada!! Minha vontade é sair gritando: JARAGUÁ DO SUL, ESSA CIDADE COM A MELHOR QUALIDADE DE VIDA NO PAÍS NÃO TEM MÉDICO SUFICIENTES PARA ATENDER A POPULAÇÃO.
É O FIM DA PICADA!!!!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Chorar? Pra que chorar?

Tinha me programado para postar outras coisas aqui, mas, meu tempo anda escasso em virtude das trocentas mil coisas que eu resolvi fazer. Então antes de qualquer outra coisa, sinto necessidade de falar sobre algo que me aconteceu há duas semanas para que alguns entendam o que realmente houve.
Saí para curtir a night e lá pelas tantas encontrei um amigo de longa data que me comunicou o fato de ter casado e bla bla bla...
Lá pelas tantas da madruga, já de cabeça cheia eu desatei a chorar.
Sabe aqueles dias que você chora por todas as pitangas do mundo cruel, quando um filme passa na sua cabeça e na verdade nada faz muito sentido, mas, você não consegue segurar as lágrimas que cismam em correr rosto a fora?
Foi o que aconteceu...
Acabei atribuindo isso ao amigo que me pareceu infiel, pela amizade que tínhamos, em não me ter noticiado o casamento. Senti-me um lixo, como quando você se esmera pra dar de tudo, horas de confidências, horas da tua vida cotidiana, de família, das suas coisas por alguém que tanto faz como tanto fez, descartou você da história dele?
Depois do fato, fui conversar com uma pessoa (amada) e entendi que eu separo a minha vida sexual da sentimental. Tenho sexo com quem quero sexo e afeto pelos amigos. Coloquei os amigos no lado "direito" do coração. Assim, quando acontece algo fora daquilo que planejamos, acabamos sentindo-nos atingidos profundamente. Bem diferente do que se fosse apenas um simples amigo...
Nessa história toda, algumas pessoas me viram chorando na noite e ficaram preocupadas com o que pudesse estar acontecendo comigo. A eles eu pergunto: vocês nunca choraram por chorar? Nunca tomaram um porrete e acabaram dentro de si mesmos, fazendo uma análise catastrófica de suas vidas? kkkkkkkk
Ao Dênis, que fazia sinal de longe querendo saber o que acontecia, eu digo: tomei todas meu querido e chorei todas as minhas mágoas.
Ao Régis que questinou eu diria que você ainda não me conhece...hahahaha
Ao Chico, querido Chico, eu admiro você demais, veio prestar auxílio e acho que me entendeu. Deve ter saído pensando: a Mara está muito louca...kkkkkkkk
Ao Zeca que é parceiro, ele me entendeu, tanto é que fez questão de vir no outro dia na minha casa, tomar todas comigo e rir da minha cara...hahahaha
Ao resto que não entendeu ou que imaginou coisas eu to mesmo cagando e andando. Pergunto então novamente: nunca tomaram todas e choraram sem saber por que exatamente? Qual o problema de chorar? A gente não dá risada por tantas coisas? Chorar é apenas mais uma forma de expressar o que estamos sentindo e foi o que eu fiz. Porém, eu não estava triste eu estava desabafando... Tanto é que acordei linda e maravilhosa no outro dia, com vontade de viver como nunca. Desabafei, soltei o grito, esvaziei o peito,fiz uma auto terapia.
Acho que quem entende o que eu fiz gosta de pão com ovo no fim da noite. Meu amigo Zeca chama de "ovus broth" que seria uma flexão de eyes broth em alemão (pão com ovo - nem sei se, escreve-se assim mesmo, mas, dá pra entender né? Quem quiser saber exatamente o que o pão-com-ovo, pode ler no blog da minha amiga Cláudia http://simplesmente-claudia.blogspot.com/2009/02/pao-com-ovo.html
Então, chorei por que quis chorar, que deu vontade ou sei lá o que tudo mais. Longe de mim estar com problemas a ponto de despencar por ai.
Umas cervas a mais ultimamente me deixam assim, com as emoções a flor da pele. Elas podem tanto me fazer chorar ou rir. Simplesmente assim! ;)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Indo ao paraíso

Ando meia em tilte...kkkkkkkk
Hora de ir ao paraíso para pensar nas atitudes, nas palavras ditas e nos ecos delas...
Deixo Armandinho, meu vizinho para vocês


Até segunda e beijo na bunda

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Mulheres já nascem prontas

Este é o título do vídeo que recebi de uma amiga.
Me espoquei de tanto rir.
Lembrei de alguém quando fica brava...kkkkkkkk
video

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Momento Love

Hoje acordei em estado zen. Tive sonhos misturados, com pessoas do meu convívio, mas tudo muito bom. No meio do sono eu acordei algumas vezes recordando as imagens e fechei os olhos bem ligeiro para voltar as cenas. Deu certo, passei meu sono todo envolvida em carinho e amor.
Para os colegas com mente criativa que por aqui rondam eu digo que não foi um sonho sexual, absolutamente! Era pura energia de amor, não sei explicar direito pois as imagens se misturam. Talvez pela fase que eu ando passando na minha vida, um tanto nova e confusa...
Pedi a minha mentora que me conduzisse por lugares de bem onde eu encontrasse as pessoas que amo e meu pedido foi atendido. O espaço não tinha cores, não haviam objetos, nada, apenas pessoas, ou espíritos, no caso.Éramos todos pura energia, mas eu pude diferenciar cada um.
Já acordei querendo ouvir música e de qualidade. Passeando por algumas paradas encontrei Onward do Yes que combinou exatamente com meu estado.
Deixo aqui para vcs então, com a letra para entenderem um pouquinho do meu estado atual...ehehehe


Avante

Incluído em tudo que faço
Há o amor que sinto por você
Proclamado em tudo que escrevo
Você é a luz
Incandescente,claramente
Avante através da noite
Avante através da noite
Avante através da noite da minha vida

Mostrado em tudo que vejo
Há o amor que você me revela
Retratado em todas as coisas que você diz
Você é o dia
Conduzindo o caminho
Avante através da noite
Avante através da noite
Avante através da noite da minha vida

domingo, 1 de fevereiro de 2009

O que é um peido para quem já está cagado?

Perdoem-me o bordão chulo e desclassificado, mas esse foi meu pensamento neste momento a cerca de coisas que nos acontecem na vida.
Conversando com uma amiga, sobre seu amor inconstante e bipolar, cheguei a esta conclusão.
O cara a ama de paixão, mas, não se entrega. Em momentos de sufoco ele diz que ama e em momentos de lucidez desfaz o que disse há momentos atrás.
O sentimento dele por ela é notório, mas, ela vive querendo discutir a relação. Nessas de discutir a relação acaba sempre voltando para a estaca zero e fica naquele “ata e não desata”.
Assim se priva de viver ótimos momentos com seu amado querendo uma posição certa para um futuro próximo e incerto.
Amiga, nós já somos coroas, mais eu do que você – temos 10 anos de diferença. Mas, mesmo assim, você já entrou para o roll das coroas da cidade ou seria uma “quase” coro
a. O que é uma coroa? Uma mulher que já teve sua chance de formar família, já teve suas investidas casamenteiras e hoje encontra-se livre, leve e solta para quem quiser ou para quem ela quiser, certo?
Ficar se privando com divagações de como as coisas poderiam ser se fosse assim ou assado é perda de tempo. O que queremos afinal? Queremos amar, certo? Ponto!
Se isso vai durar uma semana, um ano, um dia ou algumas horas pouco importa.
Já sofremos tantas decepções, já fizemos nossos nenéns, eles cresceram, são adultos e estão ai para a vida. A nós resta nesta situação, minha querida, viver, amar, transar e curtir. Temos uma estrutura, temos nossas famílias, não somos ovelhas desgarradas perdidas no mundo sem ninguém.
Hellowwwww babeeeeeee o tempo urge...
Aí larguei essa pra você. O que é um peido para quem está cagado? Oras...nada de ruim mais pode acontecer mediante nossos históricos. Temos algumas histórias cabreiras, mas, também temos muitas maravilhosas, elas são a maioria, não é mesmo?
Vai fundo pensando que é mais uma maravilhosa e deixa para resolver o enguiço depois, se der, ta?
Afinal o que é uma decepção para quem já teve tantas?

Problema de Bios

Quando comecei minha investidas na informática queria aprender tudo. Assim logo depois de ter explorado tudo o que a internet poderia me dar navegando, comecei a me interessar em como as coisas funcionavam por trás das páginas.
Acabei interessando-me mesmo para valer por programação e por conta própria eu fui estudando, fuçando, lendo muito e metendo as caras.
Nesse rolo todo o cara que me dava suporte fazia sites e eu sempre o consultava para resolução de algumas coisas. Ele sempre me orientava, mas, nunca me deu nada mastigado. Quando eu perguntava algo ele dizia: isto é um comando de java, procura e verás - Java scripts são códigos que usamos para comandar funções por trás de uma página de internet.
Assim eu fui indo, quebrando a cabeça, aprendendo muitas coisas, mas, também fazendo um monte de cacas. Beto, meu instrutor, quando ocorria um problema no pc ou mesmo nas tarefas da programação, dizia-me que isso era um problema de “Bios”. Eu sempre ficava intrigada, mas, nunca perguntei exatamente o que era um problema de Bios, achava que ele referia-se a um problema “da Bios” do computador.
Logo de cara peguei um site da região para programar e não demorou para cuidar de tudo nele, inclusive saindo para fotografar, editando textos dos colunistas que escreviam tudo errado. Aprendi muita coisa errando mesmo e era perfeccionista no trabalho, assim quebrava a cabeça para dar conta de tudo. Minha irritabilidade chegou a ponto de stress e eu mandava todos para aquele lugar. Eu tinha dores de cabeça constantemente e estava sofrendo de insônia. Tinha que ter um saco enorme para dar conta de tudo, pois o povo do site vinha na minha casa e junto deles eu tinha que ensiná-los as coisas básicas para se navegar na internet.
Um dia comentando com o instrutor, sobre todos estes rolos pelos quais eu passava e a “burrice” das pessoas que eu já não podia mais ver na minha frente, me disse: Mara, tenha paciência, isso são apenas pequenos problemas de Bios. Opa! Aí o bicho pegou, afinal o que era mesmo a tal Bios? Perguntei na cara dura e ele me explicou: Bios é a gíria que usamos para denominar pessoas que não sabem fazer muita coisa no pc e vão fazendo cagadas por onde andam. Bios, seria: Bicha Idiota Operando o Sistema.
Bah, aí caiu a ficha, eu também já havia sido chamada de tudo isso? Kkkkkkkkk
Todos temos nossa fase de Bios e para deixar de ser não tem outra maneira senão meter as caras mesmo e com os erros ir aprendendo.
Você ainda encontra-se nesta fase de Bios? Hehehehehe
Abaixo uma foto minha na era da Bios, não que eu ainda não faça minhas lambanças, mas acho que já melhorei bastante...ehehehehe