sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Eleições na Astrolandia?

Havia um reino encantando, feliz e cheio de amor na Astrolandia.
Os homens eram lindos, perfeitos, as mulheres formosas, educadas e totalmente desprendidas de pudor e até de vaidade.
Naquele reino não havia dia ruim. Todos tinham energia para virar a noite, independente dos seus compromissos profissionais, pessoais , maritais, sexuais, processuais, televisivos e principalmente dormitais.
Mesmo que os dias não fossem aquilo tudo, as noites bombavam com os encontros, todo mundo era feliz, todos se amavam. O círculo de amizades foi aumentando e todos pareciam uma grande família. Cada um do seu jeito, ali todos eram iguais. Fora dali todos tinham suas vidas e seus compromissos, mas, na hora do encontro isso tudo era deixado de lado. Comungavam todos da mesma alegria, sem distinção de raça, sexo ou status. Muitas vezes até o amor livre e explícito aos quatro cantos internéticos do mundo foi praticado e formamos uma grande suruba imaginária.
Porém, como em todo o lugar que reina o amor e a paz, um dia uma grande sombra escura desceu sobre o reino. A sombra do Sr. Egoísmo, dono de uma posse horrível, que manipula, escraviza e acaba com os sentimentos nobres.
Dona Fofoca virou a dona do lugar, incitando assim Dona Inveja, Seu Melindre, Dona Mágoa, Seu Ciúmes, Dona Calúnia, Seu Curioso, que por sua vez manipula Dona Detetive-para-fins-não-muito-nobres e todos os tipos rastejantes do caráter, normal de qualquer ser humano.
Precisamos de eleições na Astrolandia, para que volte a reinar a Dona Paz, Seu Amor, Dona Amizade, Dona Alegria, Dona Cortesia, Seu Carinho, Dona Diversão e Seu Respeito.
Uma sociedade não vive sem regras, proponho a forca e a fogueira da inquisição para o Sr. Egoísmo, assim exterminaremos todos os outros Srs e Donas caquéticas, maléficas e bolorentas do nosso paraíso.
Proponho já, que se instaure a Secretaria dos Sentimentos Nobres com salas para o Recolhimento e Reflexão, com o salão nobre para o Perdão.
Só não sei quem vai comandar tudo isso, mas, quem sabe se cada um de nós instaurássemos tudo isso, dentro de nós, cada dia, um poquinho de cada vez, talvez voltássemos a ser novamente os grandes amigos de Astrolandia. O que acho bem difícil, mas, não custa tentar.

Qualquer semelhança do texto por situações vividas por cada um de nós, não é mera coincidência. Coincidências não existem.

3 comentários:

marrod1965 disse...

Olha acabei de crer que se cada um fizesse a sua parte no sentido de ter sentimentos e bom caratismo, com certeza o mundo virtual deixaria de ser apenas efemero e equivocado e o sol com certeza conseguiria clarear cabeças pensantes e fertilizar ideias maravilhosas, engraçado tive a impressão de conhecer a Astrolandia!!!!

Mara disse...

kkkkkkkkkkkk
Meu querido Marrod!
Todos nós temos a nossa Astrolandia em algum lugar por ai...

N.A disse...

Simplesmente, perfeito! Certeiro! LIDO! LINDO! Tudo de bom! UAU! Como te admiro criatura!
TUA fã, Necka Ayala.